Uma forma de educação STEAM no Brasil


Educação STEM se referece às áreas do conhecimento da ciência, tecnologia, engenharia e matemática. STEAM incorpora a essa premissa a Arte, reconhecendo que para o sucesso técnico em campo, os indivíduos também devem ser criativos e usar habilidades críticas pensadas que são melhor desenvolvidas através da exposição a arte. As iniciativas STEAM em programas de pós aula ou férias de verão visam encorajar e preparar os jovens de hoje para as carreiras de amanhã.

Existem diversos guias e roteiros desenvolvidos por profissionais de ponta de como adicionar essas práticas em seus processos e projetos educacionais, com qualidade, suporte e metodologia.

São exemplos dessas instituições:

- Frontier in Urban Science Exploration (FUSE)
- Generate Some STEAM in Afterschool

E aqui no Brasil, embora STEAM e FabLab não tenham relação direta, gostaria de recomendar os trabalhos que o Cavaline vem desenvolvendo com seus cursos Makers, um trabalho que brilha não apenas pelo pioneirismo no pais, como também por sua qualidade acertiva (não por acaso ele jã come corrigiu aqui no blog umas tantas vezes).

Para acompanhar e conhecer mais do trabalho dele, visite: http://makers.net.br

Um exemplo do trabalho STEAM que a Makers realizada é o acampamento de férias para crianças de 9 à 13 anos (e que honestamente, eu também gostaria de ir), integrando modelagem 3D, Arduino, Raspiberry, Impressora 3D, num curso de 5 manhãs: http://makers.net.br/produto/curso-de-ferias/

Texto traduzido de: http://www.primetimepbc.org/steam-initiative#1