11/28/2014

Netflix promove documentário sobre impressoras 3D


Fonte: http://www.adnews.com.br/midia/netflix-promove-documentario-exclusivo-sobre-impressao-em-3d

Este fantástico documentário embarca no estilo de documentários sobre tecnologia, como a própria Netflix já fez sobre a Apple, Facebook, sigilosidade na rede, e aborda as empresas de impressoras 3D dos Estados Unidos, desde 2009 à meados de 2014, seguindo de perto a carreira do Bre Pettis, fundador da Makerbot, e dos fundadores da FormLab, empresa que nasceu de um projeto do Kickstarter.

É impressionante ver a evolução das empresas e das pessoas, a evolução de Bre, de visionário da indústria Open-Source, e a forma como enfrenta os desafios de fundir sua companhia com a gigante das impressoras 3D e como estas mudanças também o afetam como pessoa. Um documentário que tem as impressoras 3D como tema, mas que invariavelmente tem as pessoas e suas mudanças em foco.

Não esperem ver muita explicação sobre a tecnologia ou detalhamento do que os proprietários fazem com suas impressoras, mas nem por isso esse documentário deixa a desejar. Altamente recomendado.

11/21/2014

Stratasys lança novo material: ULTEM1010


Quem já viu uma das minhas palestras sobre impressoras 3D já conhece minha paixão pelo termoplástico PPSF, polifenilsulfona, um termoplástico resistente à praticamente todos os agentes químicos, em especial os derivados do petróleo, termoplástico que nos permitiu, por exemplo, imprimir a caixa do filtro de óleo do motor Perkins, que funcionou por 76 horas numa condição de 240°C.

Mas a Stratasys decidiu que o ABS não seria o único termoplástico a ganhar um sucessor superior. Assim como o ABS ganhou o ASA, o PPSF ganha o novo ULTEM1010. Apesar do nome comercial, o ULTEM é em média 4 vezes mais resistente que o Policarbonato e tem o dobro da tensão de alongamento, além de ser aprovado em FST (Flame, Smoke and Toxity), o que permite a peças impressas em ULTEM sairem da impressora e montarem diretamente num avião, por exemplo, pois são aprovadas segundo as normas da aeronáutica, que obriga os materiais que ficarão confinados numa atmosfera fechada como um avião a não propagaram chamas, não gerarem fumaça e nem vapores tóxicos.

A união do ULTEM com o PPSF fez nascer o ULTEM1010, um termoplástico não apenas duro na queda, como também resistente à abrasão química.

O novo material estará disponível à princípio para os sistemas Fortus450mc e Fortus900mc, sendo que na Fortus900mc ele contará com a opção do suporte solúvel.

Para saber mais sobre o novo material, acesse: http://www.stratasys.com/materials/fdm/ultem-1010

11/19/2014

Novas máquinas Objet da família Stratasy


O mês de novembro foi um mês cheio de novidades para a Stratasys, nada mais natural, já que a edição da EuroMold realizada na Alemanha, anualmente em novembro, é também o ano do Keynote da Stratasys anunciar suas novidades, entre elas, os novos materiais, como ASA, ULTEM 1010 e Nylon, seus novos sistemas FDM e, claro, suas novas máquinas PolyJet.

Dentre os lançamentos, a joia da coroa, em minha modesta opinião, é a nova Objet 30 Prime, uma máquina desktop com 12 opções de materiais e 3 opções de camadas, incluindo a inovadora camada Draft de 36 microns, ainda muito melhor resolução que a mais fina das camadas FDM, que na família Fortus chega a 127 microns.

Em aparência, a nova máquina é idêntica à suas irmãs Objet30Pro e Objet30, as grandes vantagens estão por dentro da máquina. Suas novas placas controladoras e um sistema aprimorado de deposição são os principais responsáveis pelas novidades dos sistemas.

Com relação aos materiais, o novo sistema suporta duas opções de tango, trazendo os materiais flexíveis para família desktop, antes opção válida apenas para os sistemas Eden, mais caros. Além disso, acumula 4 opções de Rígidos Opacos, VeroClear, VeroGray, VeroWhitePlus e VeroBlackPlus, e soma por fim, a opção de material biocompatível, outra novidade na família de desktops, o MED610. Tudo isso sem perder os materiais Endur, Durus e High-Temp,
E o novo modo de impressão, por fim, além de muito mais rápido, também economiza muito material na impressão, afinal, são menos camadas por milimetro de altura.


Este lançamento não seria fantástico se não fosse o fato de aliar tantas novidades por um preço ligeiramente superior à Objet30Pro, acumulando num sistema, inúmeras vantagens.

Para saber mais sobre esse sistema, acesse: http://www.stratasys.com/3d-printers/design-series/objet30-prime

11/17/2014

Impressoras 3D na mídia!


Em apenas duas semanas, a Stratasys dá um show de exibição na televisão. No episódio 5 da sétima temporada de Castle, nosso criminoso é flagrado usando uma impressora 3D para cometer seus crimes.


Apenas uma semana depois, e foi Person of Interest, episódio 7 da quarta temporada que as impressoras 3D, 3 Dimenions 1200 aparecem em uso, nos planos dos vilões, mais uma vez.

Impressoras 3D não são novidade na mídia, Elementary já tinha usado também em um dos seus casos, uma impressoras 3D, mas agora, com nome e sobrenome da Stratasys, foi uma inserção bastante interessante.

Novas máquinas FDM da Stratasys


As duas máquinas que mais vendem, por sua relação custo benefício, especificamente falando de opções de materiais e tamanhos de impressão, Fortus 360mc e Fortus 400mc foram renovadas, e as mudanças vão muito além da estética, o que por si só, já seriam suficientes para tornar estas máquinas incríveis.

Os novos sistemas contam com um exclusivo painel interativo, antes já utilizado nas máquinas Vantage e Quantum, agora ampliados em funções, graças principalmente à evolução e queda dos preços de painéis sensíveis ao toque. Através desse painel, não apenas as operações com a máquina serão facilitadas, mas principalmente as manutenções, diminuindo muito o tempo de máquina parada e os custos dos técnicos em materiais, como laptops para acesso direto ao Sistema Operacional embarcado.

As mudanças, claro não param por aí, estas novas máquinas incluem também seus próprios compressores de ar, antes uma compra obrigatória e não vendida pela Stratasy, valorizando o TCO, Total Cost of Ownership, custo total da aquisição, tornando os preços mais transparentes desses equipamentos.

Além disso, seu exclusivo sistema de Toolpath torna a construção de arquivos muito mais rápidas, esses sistemas distribui muito melhor a alternância entre a deposição do material da peça e do suporte. Individualmente, a Fortus900mc ainda é a máquina mais rápida, mas peças com grandes quantidades de suporte podem ser impressas mais rápidas nestes novos sistemas do que a própria Fortu900mc faria.

Por fim, a Stratasys aposenta de vez a possibilidade de fazer upgrade da área de impressão, recurso dos modelos 360 e 400, tornando mais evidente a diferença entre os sistemas, a Fortus 380mc será agora com o tamanho único de 355x305x305, já maior que a Fortus360mc era sem o upgrade, e a Fortus450mc terá o tamanho da bandeja antiga com a opção do upgrade, tamanho de 406x355x406.

Estas máquinas já são compatíveis com os novos materiais ASA e Nylon.


Para saber mais sobre os equipamentos, acesse o site da Stratasys.com!

11/13/2014

Novo material da família FDM Stratasys: ASA


ASA atende por Acrylonitrile Styrene Acrylate, é mais conhecido no mercado como Luran, Geloy, Starex ou Kibilac, um material muito parecido ao ABS, com vantagens em todas as características ao redor de 3 a 5% e o grande diferencial de ser resistente à luz UV, impedindo que peças impressas pudem ser usadas diretamente em espaços abertos, como coberturas de lâmpadas de jardim, suportes de regadores e demais componentes, antes inviáveis em ABS, que em um ano ou tanto iria deteriorar.

Mas o UV apenas não é a maior diferença desta tecnologia. Com pequenos aumentos em cada uma das suas propriedades mecânicas em relação ao ABS, o conjunto destas melhorias torna o material incrivelmente superior, e o melhor, pelo mesmo preço do ABS!

A principal vantagem destas melhoria se traduzem em um ângulo de auto-sustentação, ou seja, a curva da peça máxima antes de precisar de estruturas de apoio, muito maiores. Da mesma forma, com a melhora do ângulo de sustentação, a peça passa a ter uma colmeia interna, quando impressa na condição oca, muito maior, imprimindo com muito menos material, consumindo ainda menos suporte, e lógico, em menos tempo. Para fins de comparação, imagine o alter abaixo:

É evidente a diferença na malha interna dos dois arquivos, e logo a diferença entre os pesos e tempos de impressão. Quase a metade do peso entre os dois objetos, com a mesma resistência mecânica.

O material está disponível nas máquinas Fortus 360mc, Fortus 380mc, Fortus 400mc, Fortus 450mc e Fortus 900mc, como opção de material.

Contato

Formulário de contato

Nome

E-mail *

Mensagem *