Print M3D - review preliminar


Já falei da M3D aqui no blog quando ela era um projeto de financiamento coletivo ainda. Depois eu tive o prazer de ouvir sobre ela no WTFFF, o melhor podcast sobre impressoras 3D por filamento do mundo, mas que infelizmente, não dizia muitas coisas boas sobre a impressora. Por fim, parece que o pessoal da M3D acertou a mão, e a nova versão do software, bem como a irmã maior da família, a M3D Pró, agora estão bem ajustadas e funcionando muito bem!

As maiores vantagens da M3D são sua capacidade de portabilidade aliada ao incrível silêncio de operação, pouco além de alguns cliques e roncos, e nada, mas nada comparado à MakerBot de primeira geração, que ainda soa parecida ao R2D2 e o BB-8 fazendo amor (sem pudor).



A M3D é bonitinha, cabe fácil apoiada na palma de uma mão, mas sem prejudicar sua capacidade produtiva, ainda que ela tenha uma regra meio maluca, peças grandes devem ser horizontais, ou a área máxima de impressão diminui para peças mais altas.

A máquininha ainda prova que é a companheira ideal para o impressor 3D itinerante ao comportar dentro de seu já parco espaço, embaixo da mesa de impressão, o seu próprio rolo de filamento (de 1,75mm, por sinal). Mas no próprio manual da máquina, a empresa deixa claro que não é contrária ao uso de filamentos terceiros, só cuidado com o tamanho do rolo, muito peso poderá tombar a pobre maquinha.

Agora, silenciosa, barata (299 dólares nova ou 249 dólares usadas recondicionadas) e tão portátil tinha que ter um senão, e nesse caso, é o tempo de impressão. Para se ter uma ideia, a impressão de uma luva para copos, no melhor estilo Starbucks, na MakerBot 5ª geração leva 7 horas. Nessa máquina leva 36 horas potencialmente (embora ela só tenha previsto 27 horas, mas dava sinais que levaria bem mais tempo).

Ela também demanda conexão constante com o computador host, ancorando o usuário a ela durante a impressão, e só se conecta via USB, nada de SD Card ou Pendrive nela. Por outro lado, seu software é elegante e prático de usar, e diferente da própria MakerBot, que removeu o suporte de sua impressora do Linux e deixa uma versão mais restrita para Mac, a PrintM3D tem seu software igual, nas três plataformas: Windows, GNU/Linux e Mac.

Para conhecer mais da impressora: site do fabricante.
Para acessar ao episódio do WTFFF: https://3dstartpoint.com/m3d-printer-review/


Comentários

Postagens mais visitadas deste blog

Converter JPG para STL grátis

5 erros a se evitar prestando serviços de impressão 3D

Tutorial sobre G-Code - parte 1