Postagens

Mostrando postagens de Dezembro, 2016

GrabCAD Print Streamlines the Design-to-3D Print Workflow

Imagem
Fantástico vídeo sobre o GrabCAD, comunidade, workbench e o melhor gerenciador de impressão 3D de todos os tempos, o GrabCAD Printer, múltiplas máquina e múltiplas tecnologias, na ponta dos seus dedos!

Merry Christmas...

Imagem
Estamos nos aproximando do período de férias do blog... e eu queria agradecer a todos vocês que fizeram desse ano, um ano fantástico.

Batemos mais de 1000 acessos únicos, tivemos uma média mensal incrível, acima dos 6000 acessos, novembro foi o máximo, 12600 acessos no mês. Sem vocês, esse trabalho não aconteceria. Sem vocês, esse blog não existiria. Obrigado.

Para deixar a despedida, vou colocar um item bastante legal do Thingiverse, um cartão de natal com uma montagem de destacar que é um enfeite de natal. O autor ainda criou um arquivo vetorial para gráfica, para o cartão de natal, e para quem não tem impressora 3D, tem lá as instruções para uma cortadora a laser.

Ótimas festas à todos! E nos vemos em 2017, causando mais boas impressões.

http://www.thingiverse.com/thing:1945168

MakerBot: De nicho a grande publico

Imagem
Vou repetir pelo tempo que for preciso, como esta acontecendo a transição da MakerBot de open-source focada e mantida pela comunidade em uma máquina fechada e feita para a sociedade.
Quando a MakerBot surgiu ela deixou muita gente contente, pela primeira vez uma impressora 3D custava menos de mil dólares, para ser exato, o kit para montagem custava US$ 600,00, e eu sei por que eu comprei uma, uma CNC CupCake Machine. Numa era que impressoras 3D custavam uma fortuna, se me lembro bem, a Dimension custava 29.000 dólares. Foi uma revolução que impulsionou a indústria em patamares nunca antes imaginados. O próprio nome da impressora, CNC CupCake, se deve ao fato das pessoas não sabem bem o que era uma impressora 3D, tão fechado era o mercado em 2008/2009. Milhares de nerds celebraram comprando um equipamento para si, montando sua impressora e contribuindo através do Skeinforge e ReplicatorG, softwares de fatiamento e geração do arquivo GCode. A revolução dos Makers, Tinkers e fazedores e…

Ampliando o uso de sua MakerBot Mini

Imagem
A MakerBot Mini é uma máquina fantástica, dinâmica, rápida e barata, a mais barata da família da MakerBot, mas ela tem um problema, assim como a Apple ama seus conectores da tempestade, Ligthning e Thunderbolt, a MakerBot ama seus rolos com formatos bastante específicos.

É uma forma de incentivar o uso dos materiais originais MakerBot, eu entendo isso, mas por outro lado é bem frustrante a hora que você precisa usar outro rolo e tem que se virar para fazê-lo servir na máquina.

Para solucionar isso, a galera do Thingiverse, a Creative Tools, criou uma série de ferramentas super úteis, duas se destacam: o suporte de rolo para a MakerBot Mini e um filtro de poeira para o filamento.

Para conhecer mais dessas soluções e criar suas próprias variações, acesse o canal deles no thingiverse:

http://www.thingiverse.com/thing:751182 http://www.thingiverse.com/thing:492067

Nova caneta scanner 3D

Imagem
E o arsenal do projetista de 3D cresce a cada dia com invenções cada vez mais incríveis. Hoje soube do lançamento da InstruMMents, uma caneta laser 3D que faz a captura de geometrias, de qualquer complexidade, e gera superfícies que você pode retrabalhar em qualquer CAD essa superfície.
Por intermédio de um aplicativo para iPhone e Android, a geometria capturada é armazenada na nuvem, sem a necessidade de um computador ou laptop, e depois, com calma, pode-se fazer o download de sua conta da geometria em questão e trabalhar o sketch como em qualquer outro CAD 3D.

É que eu já ganhei meu presente de natal, mas é incrível esse o que essa canetinha pode fazer, não? Para saber mais: http://www.instrumments.com/

Diferença entre STL VRML e 3MF

Imagem
Olá Pessoal, no post de hoje queremos apresentar a diferença entre os três formatos de arquivos para impressão 3D:
O formato STL -  O mais popular por todos os que já tem alguma experiência com impressora 3D, é sem dúvidas o arquivo mais utilizado por todos os projetistas, no momento em que se decide manufaturar uma peça impressa. Com o formado gerado, o usuário tem a possibilidade: misturar, compor e simular materiais distintos utilizando as ferramentas fornecidas em cada Software.
O formato VRML – Especificamente desenvolvimento para um objetivo, no momento em que geramos um modelo 3D: Carregar todas as cores e texturas inseridas no arquivo. Ou seja, se você criou um vaso para flores, e no mesmo possui algumas texturas com rebaixos e relevos, ao salvar nesta configuração, estes detalhes serão reproduzidos no Software da Impressora 3D.
O Formato 3MF – Esta extensão que foi mencionado em posts anteriores, possui todos os benefícios dos tópicos acima e além do mais, com este arquivo…

Uma olha de perto da J750

Imagem
Esta impressão foi realizada em uma J750, com a capacidade de operar com 6 cartuchos simultâneos, produzindo uma combinação de 10.000 cores entre materiais opacos, flexíveis em 14 shores, translúcidos e transparentes.

Este crânio pode ser utilizado desde fins educacionais, escolas de medicina, simulações de cirurgias e até mesmo, display de demonstração do pode de fogo da J750, a impressora de cores mais poderosa do mercado.

Com área de impressão de 490x390x200, mais de 360.000 combinações de cores possíveis e com 3 camadas de impressão, 14, 28 e 26 microns. Para conhecer mais desta impressora, acesse: http://www.lwtsistemas.com.br/produtos/impressora-3d-stratasys-j750-polyjet/

Fotos por Emanuel Campos.


Bre & Co - Origami Watches

Imagem
Bre Pettis fundou a MakerBot, foi adquirido pela Stratasys e deixou a empresa em 2015. De lá para cá, ele se pensou e pensou sobre o que fazer da vida, e saiu da toca com um novo produto, um relógio de pulso. Analógico. E que custa US$ 5.800,00! Este é um produto da recém fundada Bre&Co Ltd.

Pode parecer caro, antagônico (o pai da impressão 3D popular agora vende relógios analógicos) e tudo o mais, mas sabe o que eu realmente pensei, ao esbarrar sem querer, no Medium dele, onde ele anunciava sua nova empresa em outubro deste ano? Que demais poder criar a empresa que eu quiser, quando eu quiser.

Talvez o empreendimento do Bre não dê certo. Nem ele espera muito, ele começou esse negócio todo criando uma medalha de amizade para dar a amigos, e quando se viu, já tinha uns 100 relógios solicitados. Ele também estava em auto-exílio, pensando apenas em agradar uns bons amigos, quando a ideia do relógio surgiu, então ele: comprou uns CNCs e umas impressoras 3D, no vídeo é possível ver um…

Obrigado!

Imagem
Hoje eu não ia escrever nada, pois estou num final de semana e dia útil meio complicado, mas queria agradecer, oficialmente, aos 1350 acessos na última sexta feira, o novo recorde num dia apenas de acessos, que colocou o gráfico meio fora de estatística.

O blog já tem um acesso médio de 300 à 400 acessos diários, picos nos editoriais sobre mercado e dicas de tecnologia atingindo 700 acessos ao dia, mas 1350 foi um recorde. Obrigado.

Como cobrar por serviços 3D? (visão geral)

Imagem
A prestação de serviços de impressoras 3D não é diferente de qualquer outro serviço, aliás, é muito, mas muito próximo do serviço gráfico em geral. Você tem opções de materiais, como quem tem opções de papel e tintas. Existem acabamentos nos dois processos, a película de verniz, o acabamento de acetona ou pintura na impressão 3D. Diversas tecnologias de impressão, nos dois meios.

Nos dois processos existem diferentes tecnologias para impressoras, laser, plotter, tinta, eletrólise, resinas. E nos dois mundos existem desencontros entre melhores práticas e necessidades versus expectativas dos clientes.

Maior resistência, ou melhor acabamento? Menor custo ou maior qualidade? Como posicionar o produto para melhor aproveitar o blanke/fita/envelope?
E como cobrar por esses serviços? Quem é do meio gráfico, já sabe. Amortização do equipamento, margem de lucro, impostos, impostos, impostos, amortização de matérias primas. Diferente da impressão 2D, contudo, o mercado em 3D ainda não tem preços…

Lançamentos incríveis da Stratasys no final de ano

Imagem
confesso, como alguém que trabalha com a Stratasys desde o ano 2000 praticamente, quando ouvi no documentário do Netflix Print The Legend, que a "Stratasys sells overpriced machines", eu fiquei bravo.

Sim, a Stratasys tem máquinas caras. Para comparação a MakerBot Mini com um cabeçote, apenas PLA, e área de impressão de 101x126x126mm custa hoje, 8900 reais. A Stratasys Mojo, tem dois cabeçotes, um para ABS, um para suporte solúvel, um kit que inclui bandejas de impressão, um rolo de cada material, um tanque de remoção do suporte solúvel, e área de impressão de 127x127x172 custa hoje, 40 mil reais aproximadamente (a promoção de BlackFriday acabou, infelizmente).

Mas a Stratasys é a empresa que mais investe em tecnologia de materiais do mercado, enquanto todos os outros fabricantes fazem impressoras, e deixam que alguém invente materiais e descubra como produzí-los com suas impressoras.E a prova disso foram os lançamentos desse ano, desde pequenos e válidos upgrades, à materia…