TOM 2016


Trabalhar com acessibilidade, e com desenvolvimento de aplicações para esse setor é um dos grandes benefícios do meu setor. Este ano tive o prazer e a honra de trabalhar com o pessoal da rede Luci Montoro e o desenvolvimento de uma nova órtese de mão para amputados, com uma nova abordagem, além daquela mão robo tão famosa, feita em impressoras 3D.

O trabalho foi desenvolvido para apresentação no TOM 2016, realizado no centro de convenções do hospital das clínicas, na Av. Rebouças, São Paulo, e teve até cobertura pelo Bom Dia Brasil, onde nossa impressora, uma vez mais, debutou!

 Clique para ver a reportagem

O projeto consistia em desenvolver uma prótese adaptável, que ao contrário da prótese mão robô, que visa esteticamente mimetizar a mão humana, mas ainda é limitada em funcionalidade, criar uma prótese que não se assemelha à mão humana, mas que seja ampla em funcionalidades, como sustentar garfos, facas, escrita, pentear o cabelo e funções cotidianas, até mesmo impensadas, você já tentou cortar uma folha de papel com uma só mão? Com a órtese desenvolvida por Dr. Milton, Erik Barone, Ana, Eduardo Inglez, Dani Loren e tantos outros colaboradores que sinto deixar alguém de fora aqui, todas estas funções agora são possíveis!


Comentários

Postagens mais visitadas deste blog

Converter JPG para STL grátis

5 erros a se evitar prestando serviços de impressão 3D

Tutorial sobre G-Code - parte 1