Criando peças não planares com FDM


O artigo é brilhantemente escrito pelo Hackaday, um canal que traz inovações e dicas para o dia a dia, e ele aborda as vantagens e o como fazer para produzir peças não planares em FDM. Mas o que vem a ser isso?

Peças não planares, são peças com espessuras variáveis ao longo da mesma camada, produzindo hora um filamento mais estreito, hora um filamento mais grosso. Para isso, além do eixo Z trabalhar de forma intensa, também se requer um novo modelo de bico, capaz de contornar as áreas que estão com "camadas grossas" para depositar as camadas finas.

Repare como a asa da sua esquerda está com camadas mais grossas na área sob a curva da asa, e como essas camadas vão se afinando até a ponta, e compare o resultado com o método tradicional, na sua direita, na foto acima.


Para que isso seja possível, foi preciso criar um novo nose, que altera totalmente a calibração da máquina., Tenha isso em conta. E, para que fazer isso, afinal? Camadas não planares fornecem peças mais suaves, com design intricado e podem até criar peças de compósitos diretamente da impressora 3D.


Para criar estas peças, é preciso recalcular o seu G-Code, o código de deposição, depois de ter calibrado sua máquina para o novo bico.

Para detalhes completos, acesse o link, em inglês, do canal Hackaday: http://hackaday.com/2016/07/27/3d-printering-non-planar-layer-fdm/

Comentários

Postagens mais visitadas deste blog

Converter JPG para STL grátis

5 erros a se evitar prestando serviços de impressão 3D

Tutorial sobre G-Code - parte 1