Arma de fogo presa em aeroporto


Numa matéria curta do site 3DPrintr me chamou a atenção sobre a apreensão de armas de fogo impressas em 3D nos aeroportos.

Nessa matéria revela o caso da arma de fogo, uma .22, apreendida com munição na bagagem de mão do passageiro. Mas o que me chamou a atenção não foi nada disso até agora, foram os dados:

- Essa arma foi uma de 68 apreendidas em UMA SEMANA!
- Destas, 60 ESTAVAM COM MUNIÇÃO!

E o pior:

- Em todos os casos, ainda foi oferecido despachar a arma, mas os passageiros escolhem simplesmente deixá-las para trás no raio-x, ao invés de ter que percorrer todo o caminho de redespachar a bagagem.

Não sei se o descaso e naturalidade com armas de fogo me surpreende positivamente ou negativamente, ao mesmo tempo que o item é tratado com tanta naturalidade, como um frasco com líquido acima do permitido, é bom pensar que é uma sociedade acostumada com armas de fogo. Por outro lado, com o número de atentados por lá, será que essa naturalidade é assim... natural?

Vale lembrar que no Brasil é proibida a impressão 3D de quaisquer representações de armas de fogo, não importa o quão coloridas e evidentemente não funcionais, elas sejam.

Artigo completo em: https://www.3printr.com/tsa-confiscated-3d-printed-gun-passengers-carry-bag-4941552/

Comentários

Postagens mais visitadas deste blog

Converter JPG para STL grátis

5 erros a se evitar prestando serviços de impressão 3D

Tutorial sobre G-Code - parte 1