Materiais compósitos com impressão 3D

Falamos mês passado sobre a patente da Airbus para criação de uma aeronave integralmente impressa, por processo de SLS, para sinterização em materiais compósitos por laser, ao longo de um único avião que será permanentemente o "molde" de todos que serão impressos sobre ele.

Para aprofundar um pouco mais em materiais compósitos, gostaríamos de discutir hoje sobre como se formam e como a impressão 3D pode auxiliar na criação de peças compositas.

Peças compósitas são peças criadas em camadas de diferentes materiais que somam suas propriedades, criando uma peça única com várias características interessantes. São exemplos de materiais compósitos as fibras de vidro e a fibra de carbono.

Porém, muitas vezes para se obter geometrias diferentes de tubos e chapas, é necessário criar um molde, uma forma, onde as camadas são depositadas e depois são enviadas para uma câmara de alta pressão, onde a compressão do ar e a temperatura farão os materiais praticamente se tornarem 1.


O problema é que a geração desses moldes é muito lerda, por vezes manual, e os materiais usados para produzir o modelo devem resistir a altas pressões e altas temperaturas, tornando os custos desse processo altíssimos e também o tempo de produção (tempo de produção é também chamado de lead time, em inglês).

A Stratasys pode auxiliar nesse processo de duas formas:

Através da impressão de geometrias complexas, tanto para moldes definitivos, como o da forma acima, quanto para produção de moldes solúveis, nos quais a peça de fibra é produzida ao redor do molde solúvel e depois o núcleo (core) é removido lá de dentro, graças aos nosso matérias de alta resistência, como PPSF (Polifenilsulfona) e ULTEM, e aos nossos materiais de suporte, que vão progressivamente se tornando melhores, conforme o material que foram desenhados para suportar.

Produzindo Moldes Definitivos:

Produzindo Moldes Solúveis:





Comentários

Postagens mais visitadas deste blog

Converter JPG para STL grátis

5 erros a se evitar prestando serviços de impressão 3D

Tutorial sobre G-Code - parte 1