Usando o scanner 3D da MakerBot


Usar o scanner 3D da MakerBot não é trivial, mas não é impossível. Ele é sim um sistema bastante simples baseado em luz branca e laser para compor a imagem em STL à partir de um objeto de no máximo 200x200x200 (na verdade é 200 de diâmetro por 200 de altura).

Para entender o princípio: uma mesa giratória irá rotacionar o objeto em frente a uma câmera, que fará ao longo de 12 minutos 800 fotos do objeto. Estas fotos serão então combinadas para formar o objeto 3D. Para dar profundidade e textura ao objeto, dois sensores lasers nas laterais do aparelho se revesam para captar os variações na altura de até 0,5mm para cima ou para baixo.

Mas o mais importante no processo é a iluminação, nem tão fraca que a câmera não pegue, e nem tão clara que crie brilhos que a câmera capte como se fossem parte da geometria. O próprio vídeo curso do scanner nos mostra um local lindo e iluminado, até a hora que o processo de scanner começa, nessmo momento, como a foto acima demonstra, a luz é mínima, digna de uma sala de revelação fotográfica, o antigamente chamado, quarto escuro.

Para ver a aula e entender um pouco mais do processo, clique no link ou veja o vídeo abaixo: https://www.youtube.com/watch?v=AYq5n7jwe40


Comentários

Postagens mais visitadas deste blog

Converter JPG para STL grátis

5 erros a se evitar prestando serviços de impressão 3D

Tutorial sobre G-Code - parte 1