Autodesk anuncia impressora 3D open-source Spark


A Autodesk que há tempos tem apoiado a iniciativa de impressoras 3D, com seus softwares CAD mundialmente utilizados e com o lançamento progressivo de ferramentas grátis ou muito baratas para engenharia reversa, como o 123D, software que transforma a câmera de um iPhone num scanner 3D, e incrivelmente prática, revelou no dia 14 de maio de 2014 que esses lançamentos e softwares poderiam ser uma ação planejada maior, o lançamento de uma impressoras 3D própria, mas há mais entre o céu e a terra do que julga sua vã filosofia...

A Autodesk não apenas anunciou o lançamento de sua impressora 3D, como anunciou que ela será movida, potencializada, com um software open-source para criação dos modelos 3D, um software ela espera, se torne o Android das impressoras 3D no mundo todo, o Spark. A metáfora, inclusive, é da própria Autodesk, que disse que sua estratégia de lançar um produto já com o software da casa, é para passar a confiabilidade e fomentar o uso por outros desenvolvedores de hardware, assim como o Google faz com seu Nexus, um dos smartphones Androids famoso por rodar a versão menos modificada do Android, sistema operacional da casa.

Ao mesmo tempo que faz dois lançamentos incríveis, a Autodesk ainda aproveita para ir na contra mão do mercado de impressoras open-source, enquanto diversos fabricantes apostam no sistema baseado em filamento, como a Cliever, Metamáquina e 3D System, a Autodesk aposta nas impressoras baseadas em SLA - Stererolitographic Aparathus, o sistema que utiliza um feixe de laser para curar uma resina fotossensível. Não são propriamente os ingredientes mais fáceis de se achar para entusiastas da impressão doméstica, o laser e a resina fotossensível, mas assim mesmo, com certeza será uma impressora 3D com uma resolução impressionante.

Curiosamente, essa impressora da Autodesk imediatamente me lembrou a impressora desenvolvida em casa, por Jose Carlos Veloso Junior, cujo site, justamente hoje também, se tornou privado e só dá acesso a pessoas previamente cadastradas. Incrível, não? Felizmente o site dele virou notícia e pode ser visto aqui: http://www.geekosystem.com/3d-printer-hi-res-upgrade/ e o vídeo da impressora dele aqui: https://www.youtube.com/watch?v=snOErpOP5Xk (é a mesma impressora que aparece nos vídeos do Jovem Nerd sobre impressoras 3D), e sim, esta impressora utiliza um Datashow para a projeção das imagens na resina, mas não deixa de ser similar a forma como a peça é construída "de ponta cabeça".

Comentários

Postagens mais visitadas deste blog

Converter JPG para STL grátis

5 erros a se evitar prestando serviços de impressão 3D

Tutorial sobre G-Code - parte 1